Tradução da matéria da revista Idée Fixe


Como você já deve ter visto aqui, a revista Idée Fixe com a Alex na capa conta com uma matéria enorme e uma entrevista maravilhosa. Eu e a Bárbara traduzimos a matéria inteirinha para vocês!

Clique em Ler tudo para ver a tradução.

   


ALEXANDRA DADDARIO
está descansando em uma banheira antiga colocada numa colina gramada no Box 8 Studios, vestida para matar, e ela não consegue se manter séria. Nós estamos fotografando por aproximadamente 8 horas, e é a primeira vez que ela está perturbada. Estou impressionada. Eu tenho a impressão de que tem a ver com a música de Enrique Iglesias acalmando-a pelo sistema de som do estúdio, com uma interpretação de Hero: "I can be your hero, baaaaaby. I can kiss away the pain. I would staaaand by youuu foreeever. You... can... take... my breath away." As pizzas de queijo extra que nós pedimos para o almoço não foram nada em comparação.
Quem conseguiria manter a pose sexy com a voz angelical de Enrique sussurrando palavras doces em seu ouvido? Bem, Alex conseguiria, e ela fez. Quatro vezes. Mas como a playlist está no repeat o dia inteiro, essa foi a quinta serenata de Enrique, e portanto a quebra de Alex. E é por isso que eu amo Alex. Entre ataques de riso ela cantou alguns versos em uma dramática e emocional de canções de amor. Apesar de sua reação ter sido completamente justificada (tenho certeza que isso é tortura em algumas partes do mundo), Alex se desculpou bastante por ficar distraída. O que foi totalmente desnecessário porque sua performance foi uma agradável diversão para toda a equipe, e muito interessante.
Além da distração de Alex com Enrique, estou me esforçando para acreditar que essa é a mesma mulher com quem eu almocei há um dia. A única coisa que a traz de volta é o grande abraço que ela me dá quando eu chego na sessão de fotos. O pacote abandonado de M&M's de amendoim ao lado da cadeira de maquiagem também é uma boa dica. Tirando isso, essa é uma Alex completamente diferente daquela de fala mansa que eu encontrei ontem. Essa é Alex em sua essência, e no modo vamos-cuidar-do-trabalho. Ela estava forte e confiante na frente da câmera, seja quando estava sendo dirigida ou assumindo a liderança, e ela esbanjou sensualidade. 
Uma das coisas sobre as quais eu e Alex conversamos no almoço foi sua recuperação do medo do palco – ela não só superou isso, ela o castigou à submissão. "Ficar muda, esquecer as falas, voz trêmula, esse tipo de coisa. Medo de palco completo. Antes de qualquer situação de falar em público eu podia dizer para mim mesma, está tudo bem, isso não é nada que deva me deixar nervosa, mas aí seu corpo começa a reagir." A determinada jovem atriz se recusou a deixar o medo de palco ficar no caminho de seu sonho. "Eu era muito teimosa. Eu sabia que era isso que eu queria fazer, então eu continuei tentando mais e mais vezes, e a cada audição isso foi ficando melhor." Ela é a personificação da declaração de William Jennings Bryan: "Destino não é questão de oportunidade; é questão de escolha. Não é algo para ser esperado; é algo para ser alcançado." Enquanto ela conta a história de como superou seu medo de palco, eu posso ver a determinação em seu rosto. É claro como o dia. Não há nada que vá ficar em seu caminho. 
Alex começou a fazer sacrifícios pela atuação quando ela estava no ensino médio. Ela se transferiu para a Professional Children's School [escola para crianças profissionais] em Nova York, assim ela teria um horário de estudos mais flexível, lhe dando tempo para trabalho e audições. Cada decisão que Alex e sua família tomaram juntos a ajudou a alcançar seu objetivo. É incrível como tudo deu uma volta completa para ela. Enquanto nós nos sentamos do lado de fora do Culina, o restaurante no The Four Seasons [hotel], ela aponta para um prédio a mais ou menos um quarteirão. "Foi lá que eu fiquei na primeira vez que vim à Los Angeles – eu estava com uma amiga e nós ficamos com uma atriz com quem ela tinha amigos em comum." Ela explica que se apaixonou por essa rua alinhada de palmeiras. Alguns anos depois, ela teve sua grande oportunidade e se mudou para L.A., para essa exata rua, à alguns quarteirões de onde estamos sentadas. "Não acredito que eu acabei chegando aqui. Às vezes você tem uma ideia de onde quer ir, e você realmente luta para isso. Isso literalmente acontece às vezes." Tirando o fato de que ela frequentemente credita seu sucesso à sorte, não se deixe enganar por sua humilde modéstia. Sob uma muito calorosa, amigável e educada, há uma mulher ferozmente determinada e incrivelmente talentosa, com uma ética de trabalho incomparável. Cada sucesso que ela conquistou, ela conseguiu com trabalho árduo e perserverança. Em um negócio onde a auto-promoção é tática de sobrevivência, você nunca vai ouvir Alexandra Daddario se gabar. Confiança silenciosa é uma das qualidades que eu mais admiro nos outros, e Alex tem dose dupla disso. 
Então isso me deixa vangloriá-la. Depois de interpretar Laurie Lewis em All My Children por alguns anos quando era adolescente, ela conseguiu papéis em filmes e programas de TV notáveis, incluindo The Squid and the Whale, The Sopranos, Law & Order, Nurse Jackie e White Collar, entre outros. Ela conseguiu seu primeiro papel principal no filme de terror Bereavement, que foi sua primeira vez trabalhando em um filme em algum lugar por um extenso período de tempo. "Foi uma ótima experiência para mim. Me ajudou a baixar minha guarda e me deu a confiança e senso de auto-estima que eu precisava para me soltar". Seguinte ao seu primeiro trabalho como atriz principal, Alex foi escolhida para ser Annabeth Chase no filme blockbuster de 2010, Percy Jackson & Os Olimpianos: O Ladrão de Raios. Alex descreveu como "um momento muito emocionante da minha vida". Foi dramaticamente diferente de tudo que ela já tinha trabalhado antes – desde as pessoas com quem ela trabalhou, o tamanho da produção, a popularidade da série, e até mesmo o set em si – tudo parecia muito grande. Alex gravou em Vancouver por 5 meses, junto do elenco que acabou se tornando sua família, e vivendo como uma princesa por um tempo. "Foi uma ótima oportunidade. Eu ainda não consigo acreditar que aconteceu. Foi uma daquelas coisas que só acontecem por muita sorte". 
Hollywood não achou que sorte tinha algo a ver com isso. Depois de uma interpretação impressionante, Alex foi indicada ao Teen Choice Awards por breakout female (Atriz Iniciante). Todo mundo está começando a olhar para a jovem atriz, e oportunidades estão continuando a aparecer para ela. Ela teve oportunidade de trabalhar com grandes atores da comédia como Owen Wilson, Jason Sudeikis, Christina Applegate, e Jenna Fisher em Hall Pass [Passe Livre no Brasil], dirigido pelos irmãos Farrelly. Você já pode ter visto Alex em vários episódios da série Parenthood. Em 2012 vocês podem esperar ver Alex estrelando o filme de terror Leatherface 3D [The Texas Chainsaw Massacre 3D] e a seqüência Percy Jackson & Os Olimpianos: O Mar de Monstros, que estréia em 2013. Grandes coisas estão vindo para essa estrela. E isso é só o começo. 
"Dar conselhos é difícil... Eu sei o que eu diria, mas eu acho que seguir conselhos é bem mais difícil do que ter a experiência em primeira-mão e aprender com isso." 
Durante nosso almoço nós falamos sobre a tragédia de uma alergia a glúten, como diminuir a saia de um uniforme de escola particular, pesadelos sobre aeroportos, estranhos anos de adolescente, e tudo entre isso. Quando eu elogio Alex no quanto ela é modesta e pé no chão, ela ri e me avisa da possibilidade de um dia ela se tornar uma grande diva. Então eu a imagino cuspindo a comida com nojo, e esmagando o prato no chão [só a jornalista tentando fazer uma referência de como ela não acha que a Alex se tornaria esnobe]. É tão impossível que chega a ser hilário. Em um esforço de explicar (da maneira mais gentil possível) como ela evitou todas as armadilhas que outras celebridades caem. Alex propõe: "Esse trabalho é tão louco e você acaba conhecendo todos os tipos de personalidades. Eu acho que é fácil se perder nisso, especialmente quando você é novo. Eu acho que estava preparada quando aconteceu". Alex é agradecida pelo passado, e esperançosa pelo futuro. "Eu realmente só quero continuar trabalhando. Eu quero fazer as escolhas certas e assim conseguir os papéis que eu quero fazer. Eu acho que estou bem, não tem pessoas suficientes que me conheçam, então posso continuar desenvolvendo o que eu quero ser e me encaixar em vários diferentes personagens". Ela está em um momento da carreira onde descreve sendo assustador, mas divertido. Ela não tem muitos papéis sendo oferecidos, mas está tendo ótimas audições. Às vezes ela faz uma audição para um papel e depois de meses ele acaba saindo das suas perspectivas e então, de repente, ela consegue o emprego. Parece uma versão melhorada de encontrar dinheiro no seu bolso quando você não sabia que estava lá. É essa emocionante e constante evolução que faz atuar ser tão divertido e viciante. 
Mesmo Alex sabendo que queria ser atriz desde uma idade muito nova, ela não teve oportunidade até All My Children quando ela percebeu que atuar podia ser uma carreira, e não só um hobby. "Eu escolhi atuar, mas eu também me escolhi. Isso era uma coisa da qual eu nunca estive disposta a desistir". Desse momento em diante ela trabalhou para melhorar suas habilidades. Eu perguntei qual conselho que ela daria para uma versão mais nova dela, e ela me deu uma resposta incrivelmente perspicaz. "Conselhos são difíceis... Eu sei o que eu diria, mas ter uma informação é muito mais difícil do que ter uma primeira experiência e aprender disso". Eu não conseguiria dizer melhor. 
Mesmo hesitante em prescrever um conselho de vida, Alex é a melhor fonte de informação se você quer saber como morrer. "Meu irmão Matt me mandou uma mensagem perguntando conselhos de como morrer. Eu fiquei tão lisonjeada dele ter pedido meu conselho. É provavelmente porque eu morri várias vezes". Se você não tiver descoberto até agora, Matt também é ator. Parece que talento corre por essa família. Alex explica que seu irmão aceitou uma proposta para atuar. "Estou extremamente orgulhosa e feliz pelo meu irmão. Eu acho interessante como alguém pode se encontrar quando se fica mais velho. Definitivamente nos fez mais próximos". Alex me diz que sua irmã caçula também é uma pequena atriz, "Ela tem uma ótima e grande personalidade." Enquanto estamos falando da família eu menciono que um dos meus amigos conhece seu irmão Matt. Sua resposta foi histérica. "Eu sinto que todo mundo que sei conhece o meu irmão! Ele é um cara bem legal, eu acho... Mais legal do que eu sempre fui", falou como uma irmã mais velha orgulhosa. 
O conselho de Alex para seus irmãos ou qualquer outro jovem ator é simples: "Não desista, e não se preocupe com o que as outras pessoas pensam." Ela está trabalhando algo [no conselho no caso].

Observação: traduzir textos não é fácil, ainda mais um desse tamanho. Não queremos que ninguém reposte o conteúdo acima! É proibida a cópia total ou parcial desse texto.

7 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. GATONA MAIS UMA VEZ VC ARRASA!!! UHU TE AMO CONTINUE POSTANDO MT MAIS PRA A ALEGRIA DAS BATATAS!!!! TE AMOOO

    ResponderExcluir
  3. Chorei =') (acho q vc ja sabe quem é aqui,julia,kkkkk)

    ResponderExcluir
  4. A´PSÁPASPSAPAOSA, amo demais essa Julia. :')
    SA´PSA´PÁSPSA, obrigado pela tradução menine. lol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada! E a Bárbara me ajudou (@_porrabarbara).

      Excluir
  5. adorei! muito obrigada por traduzir.

    ResponderExcluir
  6. Heya are using Wordpress for your blog platform?

    I'm new to the blog world but I'm trying to get started and set up
    my own. Do you require any coding expertise to make your
    own blog? Any help would be really appreciated!

    Here is my webpage margaritaville frozen concoction maker

    ResponderExcluir

Olá! Deixe aqui um comentário sobre a postagem acima.

Copyright © 2013 Tema por SoraTemplates e Blogger Templates, modificado por Júlia Falcão.