Entrevista com a Alex para o site Shock Till You Drop


Foi divulgada mais uma entrevista com a Alex sobre seu novo filme, Texas Chainsaw 3D; dessa vez, feita pelo site Shock Till You Drop via telefone. Confira a tradução a seguir, feita pela equipe do ADBR:

Shock Till You Drop: Como você acabou conseguindo o papel? Se você tiver feito audições, você teve que fazer algo diferente durante a leitura?Alexandra Daddario: Eu fiz audições sim, algumas. Eles sabiam quem eu era e queriam que eu fosse fazer testes, o que foi ótimo porque é sempre favorável para mim quando alguém está familiarizado com seu trabalho. Eles me deram o papel, o que foi animador. Eu acho que fazer um filme assim e ter a chance de ser parte dele foi difícil/cansativo/estressante, mas eu estou grata por ter sido parte dessa franquia.



Quais foram suas primeiras impressões do script? O que atraiu você?Eu achei que foi ótimo eles terem feito tanto em relação à história de Texas Chainsaw, o filme original e a história original. Nós temos Gunnar Hansen e Marilyn Burns no filme, e eu acho que, para os fãs a história original não é ignorada, na verdade é a ideia central do filme, e eu gosto disso.
O que sua personagem tem de diferente das antigas heroínas da série?Eu acho que minha personagem tem uma evolução ótima ao longo do filme. É legal porque você poderá ver a mudança nela e vê-la se tornar uma pessoa diferente, conforme ela vai sabendo o que está acontecendo na história.
O diretor não é realmente conhecido por terror - você acha que ter uma visão de fora do gênero fez o filme ficar mais interessante?Bom, eu acho que foi ótimo porque ele dirigiu um filme de ação, então isso o tornou incrível com o ritmo e a ação. Isso torna o filme assustador porque há cenas que vão deixar todos completamente chocados. Só o jeito que elas foram filmadas e editadas, isso é assustador e cheio de suspense.
Leve-me ao primeiro dia em que você teve que trabalhar contra Leatherface, ou o ator... Às vezes, o diretor gosta de manter o vilão longe dos atores durante as gravações até eles ficarem na frente da câmera. Foi esse o caso?Eu estava sentada no set um dia e nós já tínhamos gravado por mais ou menos duas semanas. Eu estava sentada do lado dele for o que pareceu pouco tempo, mas eu estava tipo, eu definitivamente não conheço esse cara, mas nós estamos trabalhando juntos há duas semanas. Com certeza houve uma separação entre eu e Dan [Yeager], tenho certeza que não foi da parte dele, mas isso ajudou a mantê-lo assustador para mim. Eu fiz outro filme de terror há alguns anos e o vilão, o ator, disse que escolheu manter certa distância pelo mesmo motivo.
O que te assusta mais, filmes sobrenaturais ou tipo Texas Chainsaw, coisas reais?Vida real. Eu me assusto muito fácil. Filmes de terror são muito eficazes pra mim, eles causam impacto em mim. Eu acho que coisas da vida real me assustam muito mais.
Houve alguma cena que você se agitou tanto enquanto gravava que você levou esse sentimento para casa?Sim, você passa dias e dias chorando, gritando e sendo perseguida, então mesmo que você não esteja em nenhum perigo, você se engana a achar que está. Então houve dias em que eu voltei pro quarto de hotel e fiquei lá sentada tentando dormir e por algum motivo não conseguia. Você ilude seu corpo a pensar que há algo errado. E eu acho que isso que é interessante em ser atriz. Desse jeito, eu trouxe sim aqueles sentimentos para casa, e lá pelo final das gravações, foi ficando mais difícil. Mas isso é parte de ser ator.
De todas as máscaras que Leatherface usa no filme, qual te assustou mais?Eu acho que todas foram bem bizarras mas teve uma no canto inferior esquerdo [do teaser poster] que eu achei assustadora. Eu realmente gostei daquele poster, foi eficaz.

0 comentário (s):

Olá! Deixe aqui um comentário sobre a postagem acima.

Copyright © 2013 Tema por SoraTemplates e Blogger Templates, modificado por Júlia Falcão.